Modernism and Rurality

Maria Helena Maia

Presentation of session proposal

Team Ten Farwest. Revisão Crítica do Movimento Moderno na Península Ibérica. 1953-1981 [Team Ten Farwest. Critical Review of the Modern Movement in the Iberian Peninsula]

Guimarães, EAUM, december 9th 2017

Abstract

MODERNISMO E RURALIDADE

À data da realização do CIAM X, a Península Ibérica era maioritariamente rural, pobre e arcaica, com algumas, poucas, cidades como Lisboa, Porto, Madrid ou Barcelona onde se vivia uma realidade substancialmente diferente. Esta realidade proporcionou um enquadramento de alegada autenticidade das raízes da identidade arquitetónica nacional com consequências nas escolhas arquitetónicas realizadas.

A título de exemplo, refira-se que, no caso português, a segunda metade dos anos 50 foi marcada pela experiência do Inquérito à Arquitetura Regional, parcialmente publicado em 1960 com o título Arquitetura Popular em Portugal. Realizado por equipas de jovens arquitetos modernos, por iniciativa do Sindicato dos arquitetos, a experiência do Inquérito teve influência direta na proposta portuguesa apresentada ao CIAM X.

Também nas décadas de 50 e 60, se realizam experiências, algumas das quais de uma enorme modernidade, na conceção de uma parte considerável dos 300 pueblos de colonização espanhóis, onde os volumes cúbicos das habitações deixam transparecer a ligação às tendências arquitetónicas do momento sem deixar de remeter para a tradição.

Ao levantarem questões de carácter identitário, comunitário, com ênfase no fortalecimento das relações humanas, as propostas do Team X para o CIAM X, trouxeram um novo modo não só de ler e fazer cidade, como também mais centrado na identificação de problemas e soluções a diferentes escalas, sendo as aldeias estruturas de abordagem também a considerar.

Dado que equipa portuguesa, que tinha apresentado uma proposta alternativa, com contributos para a criação de uma carta do habitat, discordou abertamente da opção escolhida, que entra em rutura com o método analítico expresso pela grelha CIAM, importa compreender de que modo essa discordância se refletiu na receção das ideias do TEAM X.

Por outro lado, na década de 50 estava já em curso uma transformação profunda da paisagem rural que passa não só pela criação de infraestruturas, mas também pela construção não só de bairros das grandes companhias criadas para o efeito, mas também de novos povoados.

Em que medida é que as propostas do Team X se refletiram na produção arquitetónica e urbana ligada ao mundo rural e o modo como estas foram adaptadas à realidade local, é a vertente que nesta sessão se pretende explorar.